1/1

capacitação

boracea

1/1
fundo branco melhorar (2)_e.jpg
1/1
1/1
1/1
boraceia_6.jpg

fotografia edu castello

revista casa e jardim

Espelho Grande Oval 2.jpg

boracea

capacitação

A Oficina de Artes Boracea surgiu em 2005 a partir do projeto de intervenção espacial dentro do albergue de moradores de rua do Município de São Paulo – o Projeto.Oficina.Boracea - o primeiro albergue de São Paulo que teve como foco o atendimento de catadores de resíduos.
A Oficina desenvolvia produtos de design a partir da reutilização de jornal, que eram vendidos em lojas em todo o Brasil, na Europa e Estados Unidos. Participava regularmente da Craft Design e de feiras no Brasil e no exterior - em 2007 participou, a convite, da Feira Ambiente, na Alemanha. Recebeu o Prêmio Planeta Casa, da revista Casa Claudia, em 2008.
Com grande repercussão na mídia, o projeto tinha duas diretrizes fundamentais: a emancipação financeira de pessoas em situação de vulnerabilidade – com o consequente resgate de autoestima e dignidade – e a destinação criativa dos resíduos, ressignificando seu valor por meio da reciclagem e da reutilização de materiais de maneira inovadora, gerando objetos produzidos de forma ambientalmente sustentável.
Ao trazer um olhar criativo sobre o lixo e, consequentemente, agregar valor a um material que antes seria vendido apenas como matéria bruta a ser reciclada, o projeto introduziu uma nova perspectiva na questão da reciclagem para esta população que tinha no lixo uma fonte de renda e trouxe uma nova possibilidade de retorno financeiro. A reutilização/destinação de material tão pouco “nobre”, até para os catadores, e a contribuição no processo de conscientização das possibilidades transformadoras e inovadoras a partir do “lixo” foram muito importantes.
Este projeto de geração de renda possibilitou que os participantes saíssem em poucos meses do albergue e proporcionou o seu sustento por quase 10 anos. Em 2007 o grupo se transformou numa ONG, com sede própria, que tinha como meta ajudar a reinserir pessoas em situação de rua no mercado de trabalho.